Bolsa de Mulher cancela acordo com E-midia

Operação divulgada em outubro foi desfeita “devido a divergências entre as partes”

São Paulo – A operação de incorporação pelo Bolsa de Mulher à E-midia não foi concluída, devido a divergências entre as partes, informa a Ideasnet, em comunicado à CVM.

O principal motivo para o desacordo foi em relação à participação acionária que a holding de empresas de internet e os sócios quotistas da E-Midia teriam no Bolsa de Mulher – além do direcionamento que seria dado ao site após a conclusão da operação.

Em comunicado, a Ideiasnet afirma que continuará sendo acionista majoritária do Bolsa de Mulher e continuará investindo no segmento de internet voltado ao público feminino.

Histórico

Em outubro, a Ideiasnet assinou um memorando com o propósito de incorporar no Bolsa de Mulher a totalidade das quotas de emissão da E-midia, que passaria a ser sua subsidiária integral.

Com isso, a Ideiasnet passaria a deter 60,39% do capital do Bolsa de Mulher, conforme a companhia informou na época.