Boeing conversou com Embraer sobre possível aquisição, diz WSJ

De acordo com o jornal, as duas companhias estão discutindo um acordo que envolveria um prêmio relativamente grande para a Embraer

São Paulo – A norte-americana Boeing Co conversou com a Embraer sobre uma possível aquisição da fabricante de aeronaves brasileira, informou o Wall Street Journal na quinta-feira, citando pessoas familiarizadas com o assunto.

A Boeing e a Embraer estão discutindo um acordo que envolveria um prêmio relativamente grande para a Embraer, informou o WSJ.

As ações da Embraer negociadas na bolsa paulista entraram em leilão, após subirem 2,55 por cento, a 16,91 reais, na máxima do dia.

A bolsa de Nova York suspendeu temporariamente os negócios com os papéis da Embraer após a divulgação da notícia. Às 15:03, os ADRs da companhia subiam 27,9 por cento, a 25,57 dólares.

O que diz a Embraer

Em fato relevante divulgado ao mercado, a Embraer confirmou que está negociando com a Boeing uma potencial combinação dos negócios das duas companhias.

Entretanto, não há garantia de que qualquer transação resultará dessas discussões. Disse ainda que ambas companhias não pretendem fazer comentários adicionais sobre essas discussões.  Confira abaixo o comunicado na íntegra.

A Embraer S.A., em cumprimento à Instrução CVM nº 358 de 3 de janeiro de 2002 e alterações posteriores, informa aos seus acionistas e ao mercado em geral que divulgou conjuntamente com a Boeing o comunicado abaixo (“Comunicado”). “CHICAGO & SAO PAULO, 21 de dezembro de 2017 – Boeing (NYSE: BA) e Embraer S.A. (B3: BOVESPA: EMBR3, NYSE: ERJ) confirmaram hoje que as duas companhias encontram-se em tratativas em relação a uma potencial combinação de seus negócios, em bases que ainda estão sendo discutidas.

Não há garantia de que qualquer transação resultará dessas discussões. Boeing e Embraer não pretendem fazer comentários adicionais sobre essas discussões. Qualquer transação estará sujeita à aprovação do Governo Brasileiro e dos órgãos reguladores, dos conselhos de administração das duas companhias e dos acionistas da Embraer.” A Companhia manterá seus acionistas e o mercados informados a respeito do desdobramento dos assuntos contidos no Comunicado.  

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Gilberto J. Alves

    Será que vamos perder a única coisa que parecia estar dando certo neste pais?!