Boa relação com chefes aumenta felicidade no trabalho

Pesquisa do instituto Gallup mostra que relacionamento positivo com supervisores melhora o engajamento dos funcionários

Uma boa relação com os supervisores aumenta a felicidade dos funcionários e contribui para o engajamento nas atividades de trabalho. A conclusão é de uma pesquisa do Gallup Management Journal, que entrevistou 1.000 trabalhadores americanos entre outubro de 2000 e maio de 2005. De acordo com o trabalho, quanto melhor a relação com os superiores, mais os funcionários tendem a se comprometer com as tarefas.

Os funcionários engajados representaram 27% da amostra pesquisada. Os não-engajados foram 59% e os ativamente desengajados, 14% (veja abaixo as características de cada grupo). Entre os engajados, 77% concordam plenamente que seu supervisor foca sempre em seus pontos fortes e características positivas. Entre os não-engajados, apenas 23% concordam com a afirmação. A taxa cai ainda mais – para 4% – no grupo dos ativamente desengajados.

Sentir-se desafiado também é um modo de envolver os funcionários com a empresa. A maioria dos engajados (61%) disse que se sente desafiada muito freqüentemente, ante apenas 49% dos desengajados e 24% dos ativamente desengajados.

A pesquisa também procurou saber o que ocorre quando o desafio se transforma em frustração. O Gallup constatou que as pessoas mais envolvidas com a empresa raramente ou nunca se sentem frustradas no trabalho (39% do total). Entre os ativamente desengajados, 60% afirmam se frustrar com freqüência. Já entre os não-engajados, a taxa é de 26%. Conheça os tipos de funcionários encontrados pelo Gallup:

  • engajados – são funcionários que trabalham com paixão e têm um sentimento de profunda conexão com a companhia. Eles impulsionam a inovação e movem a organização;
  • não-engajados – são funcionários essencialmente “desconectados”. Estão sonâmbulos no dia-a-dia e empregam apenas o seu tempo – não sua energia ou paixão – em seu trabalho;
  • ativamente desengajados – não são apenas funcionários descontentes no trabalho; eles estão ocupados propagando suas infelicidades. Todos os dias, essas pessoas minam o que seus colegas de trabalho engajados realizam.