BHP registra queda de 35% no lucro e suspende projetos

A mineradora australiana informou, em balanço, que seu lucro líquido para o ano fiscal terminado em 30 de junho caiu para US$ 15,42 bilhões

Melbourne – A BHP Billiton relatou nesta quarta-feira sua primeira queda no lucro anual em três anos. A mineradora australiana informou, em balanço, que seu lucro líquido para o ano fiscal terminado em 30 de junho caiu 35%, para US$ 15,42 bilhões, ante US$ 23,6 bilhões anotados em 2011. Excluindo itens extraordinários, o lucro no exercício recuou 21%, para US$ 17,12 bilhões, um pouco acima das previsões médias de analistas – que foram reduzidas progressivamente nos últimos meses. A companhia informou, ainda, que a receita para o ano fechado em 30 de junho subiu 0,7%, para US$ 72,23 bilhões (ante US$ 71,74 bilhões um ano antes)

Diante dos resultados, a BHP – maior mineradora do mundo em produção e valor de mercado – informou que não vai aprovar novos projetos, pelo menos até meados de 2013. A mineradora anunciou planos de suspender investimento de US$ 20 bilhões planejado para a expansão da mina de urânio e cobre Olympic Dam, além de adiar o desenvolvimento de um depósito de carvão de Queensland. Com o movimento, planeja economizar recursos, após uma sequência de quedas nos preços das commodities, provocada em grande parte pelo enfraquecimento da demanda chinesa.

Apenas um ano atrás, a mineradora tinha a perspectiva de investir US$ 80 bilhões para atender à demanda da Ásia por carvão para usinas e minério de ferro usado nas estruturas de arranha-céus em construção. A BHP informou, porém, esperar que a economia global se estabilize no primeiro semestre de 2013 e, em seguida, melhore, o que daria suporte à demanda por commodities e aos preços. Após o anúncio da queda nos lucros, as ações da BHP recuaram 0,2% na Bolsa de Sydney. O dólar australiano também caiu. Às 3h40 (horário de Brasília) a moeda local valia US$ 1,0439, ante US$ 1,0480 registrado na terça-feira. As informações são da Dow Jones.