BHP é notificada de ação coletiva na Austrália sobre desastre da Samarco

A mineradora não especificou quem entrou com a ação coletiva, relacionada ao acidente que matou 19 pessoas

Bangalore – A mineradora global BHP disse nesta segunda-feira que foi notificada de um processo de ação coletiva (“class action”) na Corte Federal da Austrália a respeito do rompimento de uma barragem da Samarco em 2015 no Brasil.

A BHP disse que irá se defender da ação apresentada no Estado de Victoria e não especificou quem havia entrado com a “class action”, relacionada ao acidente que matou 19 pessoas.

A Samarco e suas controladoras Vale e BHP assinaram um acordo com as autoridades brasileiras em junho para resolver um processo de 20 bilhões de reais (5,30 bilhões de dólares) referente ao rompimento.

A mineradora também concordou em financiar um total de 211 milhões de dólares em apoio financeiro à Fundação Renova, criada para ajudar as vítimas do desastre.

Na semana passada, a BHP informou que espera registrar um impacto de 650 milhões de dólares em seus resultados fiscais de 2018, devido ao rompimento. O montante estava no limite inferior das expectativas, segundo analistas.

A Vale também informou na semana passada que fará provisão adicional de 1,5 bilhão de reais no balanço do segundo trimestre referente a obrigações pelo rompimento da barragem da Samarco.