BBVA tem oferta de US$ 2,2 bi por unidade do Bank of Nova Scotia

Banco disse que a oferta de aquisição era por sua fatia de 68,19% no BBVA Chile, bem como por outras companhias complementares em seu grupo

Madri – O Banco Bilbao Vizcaya Argentaria (BBVA) afirmou nesta terça-feira que recebeu uma oferta de US$ 2,2 bilhões do Bank of Nova Scotia por sua unidade chilena Banco Bilbao Vizcaya Argentaria Chile.

O banco espanhol disse que a oferta de aquisição era por sua fatia de 68,19% no BBVA Chile, bem como por outras companhias em seu grupo no Chile cujas operações sejam complementares com o negócio bancário.

Informou ainda que a oferta não inclui a fatia do BBVA nas empresas de financiamento de automóveis do grupo Forum nem outras entidades chilenas do grupo que estão envolvidas em atividades corporativas do grupo bancário.

O BBVA afirmou que a transação geraria um ganho líquido de capital de 640 milhões de euros (US$ 763 milhões) e teria um impacto positivo, de 50 pontos-base, sobre o índice de capital nível 1, uma medida importante da força de capital dos bancos.

“A transação é positiva para o mercado chileno e a oferta é financeiramente muito atraente para o BBVA,” afirmou o executivo-chefe do banco, Carlos Torres Vila.

O BBVA tem um acordo de acionistas com a família Said – proprietários de 31,62% do BBVA Chile -, que podem exercer seu direito de primeira recusa ou ainda vender sua participação nas mesmas condições que o banco espanhol.

A conclusão do negócio é sujeita à aprovação pelos órgãos regulatórios.