BB Seguridade tem lucro 11,7% maior no 1º tri e volta à casa do R$ 1 bi

Apesar de elevar seu lucro no período, a holding viu seus prêmios e arrecadações encolherem no período

São Paulo – A BB Seguridade, holding que concentra os negócios de seguros do Banco do Brasil apresentou lucro líquido ajustado de R$ 1 bilhão no primeiro trimestre, cifra 11,7% maior que a vista em um ano, de R$ 907,389 milhões. O resultado da companhia volta, assim, à casa do bilhão após dois trimestres seguidos de números no campo dos milhões.

A BB Seguridade explica, em relatório que acompanha suas demonstrações financeiras, que o desempenho no primeiro trimestre é justificado pela evolução de 60,8% do resultado financeiro combinado das empresas do grupo, impulsionado principalmente pela deflação do índice IGP-M no período de atualização das reservas de planos tradicionais, e elevação do IPCA, que afetaram positivamente o resultado financeiro da Brasilprev, de planos de previdência.

Apesar de elevar seu lucro no período, a BB Seguridade viu seus prêmios e arrecadações encolherem no período. A cifra, que considera todas as linhas de negócios da companhia, foi de R$ 11,189 bilhões de janeiro a março, queda de 12,12% ante idêntico intervalo de 2018, de R$ 12,732 bilhões.

A BB Seguridade informa que os prêmios de seguros emitidos no canal bancário cresceram 15,4% em relação ao mesmo período do ano passado, com destaque para o seguro prestamista, com expansão de 82,0%. Os seguros de vida, habitacional e residencial também apresentaram um bom desempenho nos canais de distribuição do Banco do Brasil, com acréscimos de 9,0%, 10,1% e 9,6%, respectivamente. A companhia observa que, para permitir a comparação entre os trimestres, os efeitos da reestruturação da parceria com a espanhola Mapfre, concluída ao final de novembro de 2018, foram simulados para o exercício de 2018 completo.

A companhia encerrou março com patrimônio líquido de R$ 7,792 bilhões, cifra 20,5% menor em um ano. Antes os três meses anteriores, foi 14,1% maior. O retorno ajustado (RSPL) foi a 58,9% no primeiro trimestre, crescimento de18,5 pontos porcentuais em um ano, de 40,4%. Nos três meses anteriores, estava em 41,4%.

A BB Seguridade somava R$ 7,803 bilhões em ativos totais no primeiro trimestre, queda de 20,4% em um ano. Em relação aos três meses imediatamente anteriores, o montante se reduziu em 28,4%.