Bayer vende unidade à Dow Chemical

Manobra deve ajudar o laboratório alemão a financiar a aquisição da Schering

A Bayer anunciou nesta segunda-feira (18/12) a venda da sua unidade química e farmacêutica de Wolff Walsrode para a Dow Chemical, dos Estados Unidos. Os detalhes financeiros da transação não foram revelados.

O porta-voz da empresa disse estar contente com o preço atingido. Analistas e fontes próximas do assunto estimaram um preço entre 400 milhões e 500 milhões de euros. Segundo o americano The Wall Street Journal, a transação deve ser completada na primeira metade de 2007 e está sujeita a aprovações regulatórias.

A unidade de Wolff Walsrode produz químicos baseados em celulose para a construção e a indústria de papel. As vendas de janeiro a setembro de 2006 somaram 252 milhões de euros, um aumento de 2,4% em relação ao ano anterior.

O analista da Kepler Equities, Lutz Grueten, disse que a venda era esperada. Outra unidade da Bayer, a HC Starck também foi vendida no mês passado para investidores financeiros por 1,2 bilhão de euros. “Eu esperava uma arrecadação de 2 bilhões de euros com as vendas, mas parece que a soma total gira em torno de 1,6 bilhão”, diz Grueten. Ele aponta, no entanto, que Wolff Walsrode contribui com menos de 1% das vendas do laboratório alemão, que chegaram a 21,97 bilhões de euros nos primeiros nove meses do ano.

A Bayer anunciou a venda das duas unidades em março, como parte dos planos da empresa de adquirir a sua rival alemã Schering. O presidente do laboratório alemão Werner Wenning espera com isso reduzir as dívidas da rede em 5 bilhões de euros na primeira metade de 2007. No final de setembro, a empresa tinha um débito de 19,02 bilhões de euros, graças à compra da Schering, por 17 bilhões de euros.