Bayer se divide para investir em saúde e agronegócio

Grupo alemão também anunciou futuro IPO para sua nova divisão de produção de plásticos

São Paulo – O grupo Bayer anunciou que pretende dividir sua empresa para focar nos setores mais lucrativos, de saúde e agronegócio.

“Nossa intenção é criar duas corporações globais líderes: a Bayer como uma empresa de inovação de classe mundial nos negócios de Ciências da Vida, e a MaterialScience como líder em polímeros”, anunciou Marijn Dekkers, CEO da Bayer em nota.

A divisão química MaterialScience, que produz polímeros (plásticos), será listada como uma empresa separada no prazo de 12 a 18 meses. Além disso, o conselho aprovou ontem a oferta pública inicial de ações (IPO) desta nova empresa, avaliada por analistas em cerca de 10 bilhões de euros.

A notícia desta cisão planejada levou as ações da empresa alemã para máximas recordes. Às 11h24 de ontem, 18, (horário de Brasília), as ações da companhia subiam 5,98%.

Com essa divisão, o foco da Bayer passa a ser “ciências da vida”, saúde humana e animal, nas divisões HealthCare e CropScience. Desta forma, a multinacional alemã pretende se posicionar como “líder mundial dos campos da saúde humana, das plantas e animais”.

No ano passado, as vendas da divisão brasileira alcançaram R$ 7 bilhões, crescimento de 24% em relação ao ano anterior. Deste total, a divisão agrícola foi responsável por 62,5%, conhecida principalmente por defensivos agrícolas e sementes. A área de saúde responde por 23,5% no Brasil, reconhecida pela Aspirina, pelo anticoncepcional Yasmin e o Betaferon, para esclerose múltipla.