Bancos abrem temporada de balanços nos EUA

ÀS SETE - Setor bancário é um dos diversos setores com suas próprias doses de desafios para entregar resultados

As bolsas dos Estados Unidos começaram 2018 batendo recordes de valorização, com o índice Dow Jones pela primeira vez nos 25.000 pontos.

A temporada de divulgação de resultados, que começa oficialmente hoje, seria, portanto, um momento de celebração.

Às Sete – um guia rápido para começar seu dia

Leia também estas outras notícias da seção Às Sete e comece o dia bem informado:

Seria, não fosse o fato de que, por trás dos recordes, puxados pelas empresas de tecnologia, há diversos setores com suas próprias doses de desafios. A começar pelos bancos.

O último trimestre foi um bom momento para ser um investidor bancário: taxas de juros mais altas, juntamente com perspectivas de menos impostos e regulação mais leve, levaram as ações do setor aos patamares mais altos desde a crise de 2008.

Apesar disso, JP Morgan e Wells Fargo podem encontrar dificuldades para explicar seus resultados aos investidores nesta sexta-feira.

As mudanças na tributação, aprovadas no fim do ano passado, devem afetar em cheio o lucro dos grandes bancos, que terão uma série de encargos especiais.

Juntos, os cinco dos maiores bancos dos Estados Unidos devem reportar despesas de 31 bilhões de dólares relacionadas a esses encargos no quarto trimestre.

Durante a temporada de resultados, os executivos provavelmente terão trabalho para explicar também as implicações da mudança de um sistema de tributação global para um territorial.

Segundo o novo sistema, as empresas estarão isentas do imposto do país de origem na maioria ou em todos os seus lucros no exterior, o que deve tornar os lucros dos bancos mais confusos e difíceis de comparar em um primeiro momento.

Diante de tudo isso, a expectativa é que os investidores se concentrem nos ganhos no longo prazo, já que a perspectiva é que os bancos se beneficiem da nova lei fiscal, com a taxa de imposto corporativa dos EUA caindo de 35% para 21% de seus lucros. Esse benefício, no entanto, não virá nos balanços divulgados a partir desta sexta.