Banco Mundial articula crédito para Santander no Brasil

Recursos vão ser usados pelo banco para dar crédito exclusivamente a mulheres empresárias, donas de pequenas e médias empresas, de acordo com documento da IFC

Nova York – O Banco Mundial, por meio de seu braço financeiro, a International Finance Corporation (IFC), está arquitetando um empréstimo ao Santander no Brasil que pode somar US$ 356 milhões.

Os recursos vão ser usados pelo banco para dar crédito exclusivamente a mulheres empresárias, donas de pequenas e médias empresas, de acordo com um documento da IFC.

O empréstimo é dividido em duas tranches. A primeira, chamada de “A loan”, é um desembolso direto da IFC de até US$ 75 milhões, com prazo de cinco anos.

A parte “B”, de até US$ 281 milhões, deve ter prazo de três anos. Nesta tranche, a IFC vai articular a tomada de recursos em bancos internacionais e outras instituições financeiras, de acordo com o documento.

O Santander, segundo o Banco Mundial, já tem uma linha de empréstimos para mulheres empreendedoras, que representa 27% da carteira total de clientes do segmento de pequenas e médias empresas.

Para ter direito a essa linha, a mulher precisa deter ao menos 50% da companhia, de acordo com a IFC.

A carteira de crédito ampliada do Santander fechou o primeiro trimestre em R$ 275 bilhões, dos quais 14% são de pequena e média empresa.