Banco holandês Rabobank é multado por escândalo Libor

Banco Rabobank anunciou que pagará multa de 774 milhões de euros por envolvimento no escândalo da manipulação das taxas de juros Libor e Euribor

Haia – O banco holandês Rabobank anunciou nesta terça-feira que pagará uma multa de 774 milhões de euros por seu envolvimento no escândalo da manipulação das taxas de juros Libor e Euribor e pela renúncia de seu diretor.

“O Rabobank chegou a um acordo sobre a multa com diferentes autoridades e aceitou pagar aproximadamente 774 milhões de euros”, disse o banco em um comunicado, que ressalta que “30 empregados estiveram envolvidos em comportamentos inapropriados”.

O diretor do Rabobank, Piet Moerland, apresentou sua renúncia “com efeito imediato à luz das conclusões das investigações sobre o Libor e o Euribor”, acrescentou o banco.

O banco pagará as multas em três países, Holanda, Inglaterra e Estados Unidos.

O diretor da Autoridade de Conduta Financeira (FCA), autoridade competente na Inglaterra, Tracey McDermott, disse em um comunicado que a “falta profissional do Rabobank é uma das mais graves que já identificamos sobre o Libor”.

Os empregados do Rabobank “utilizaram a definição do Libor como uma forma potencial de ganhar dinheiro, sem nenhuma consideração pela integridade do mercado”, acrescentou.

Piet Moerland, citado no comunicado, declarou que lamenta “sinceramente que alguns funcionários do Rabobank tenham agido de maneira imprópria”.

O Líbor, uma taxa importantíssima no mundo das finanças, que se fixa sobre a base das taxas comunicadas por um painel de bancos internacionais, repercute em bilhões de dólares de produtos financeiros, assim como nas taxas de juros dos empréstimos a famílias e empresas.