Banco do Brasil começa a operar em Cingapura a partir de janeiro

Inauguração da primeira corretora no país asiático é passo importante no processo de internacionalização do banco

São Paulo – Está já quase tudo certo para que a primeira corretora do Banco do Brasil, em Cingapura, seja inaugurada em janeiro. Segundo Ivan Monteiro, vice-presidente de gestão financeira do banco, o local já foi definido e um diretor do banco já foi nomeado para acompanhar as operações no país asiático.

“Precisamos apenas da autorização do órgão regulador, mas esperamos que até o início do ano tudo já esteja resolvido. A inauguração desta corretora é de extrema importância, pois hoje usamos a corretora de Londres para cobrir o mercado asiático, mas o fuso horário atrapalha bastante. Teremos cobertura 24 horas por dia a partir de agora”, afirmou o executivo.

Concluída a inauguração da corretora em Cingapura, o próximo passo do processo de internacionalização do BB será a China. O banco planeja a inauguração em Xangai para dar suporte a empresas brasileiras que tem operação no país asiático. Ainda não há nenhuma previsão, no entanto, para a abertura da agência.

“O Banco Central no Brasil já aprovou a abertura da nossa agência em Xangai, mas precisamos aguardar a aprovação do BC chinês para começarmos a operar por lá”, afirmou Monteiro. Segundo ele, a operação do BB na China será bem diferente dos negócios que o banco mantém no Japão. “No mercado japonês operamos no varejo e no chinês vamos atuar fortemente no segmento de pessoa jurídica”, disse.

Resultados

Nesta quinta-feira, o Banco do Brasil divulgou seus resultados financeiros referentes ao terceiro trimestre do ano. No período, o banco somou lucro líquido de 2,9 bilhões de reais, alta de 11,2% na comparação com o mesmo período de 2010.

Segundo o banco, o bom resultado foi impulsionado pela ampliação da carteira de crédito e diversificação das receitas. Nos últimos 12 meses, a carteira de crédito do BB cresceu 21%, totalizando 441,6 bilhões de reais.