AT&T reetrutura WarnerMedia para brigar com Netflix

Companhias de mídia tradicional tentam competir com a Netflix, que tem 150 milhões de assinantes ao investir em conteúdo

NOVA YORK – A AT&T está reestruturando a WarnerMedia, segundo documento enviado aos funcionários do grupo de mídia e telecomunicações e visto pela Reuters, em uma estratégia para colocar a companhia em condição de competir no mercado de streaming de vídeo com Netflix e Walt Disney.

A reestruturação acontece antes de uma esperada rodada significativa de demissões e cortes de custos e pouco depois da renúncia de dois importantes executivos: Richard Plepler, diretor da HBO, e David Levy, presidente da Turner Broadcasting.

A AT&T, que na semana passada conseguiu aprovação de autoridades para concluir a aquisição da Time Warner por 85 bilhões de dólares, pretende reinvestir sinergias em programação. A empresa vai lançar uma versão paga de serviço de vídeo sob demanda da HBO neste ano.

Companhias de mídia tradicional estão tentando competir com a Netflix, que montou uma base global de 150 milhões de assinantes ao investir pesadamente em conteúdo.

A Disney, que pagou 71 bilhões de dólares para comprar os ativos de cinema e televisão da Twenty-First Century Fox, também está preparando para este ano o lançamento de um serviço de streaming.

“Em um momento em que precisamos mudar nosso foco de investimento para desenvolvimento de mais conteúdo para públicos específicos em plataformas emergentes, não podemos sustentar um modelo de negócios onde investimos mais que o necessário em aspectos administrativos de nossos negócios”, disse o presidente-executivo da WarnerMedia, John Stankey, no documento visto pela Reuters. “Nossa prioridade é direcionar recursos para desenvolvimento de produto e inovação.”

Robert Greenblatt, um ex-executivo da NBCUniversal, vai supervisionar a HBO, e os canais pagos TNT, TBS, Tru TV e o futuro serviço de streaming ao assumir o posto de presidente da WarnerMedia Entertainment.

O chefe da CNN, Jeff Zucker, vai ter incumbência também de supervisionar a programação esportiva no grupo ao ser presidente da área de News e Sports.