Arby’s compra Buffalo Wild Wings por US$ 2,9 bi

"Buffalo Wild Wings é uma das empresas de restaurantes de entretenimento mais distintas e bem sucedidas na América", disse Paul Brown, CEO da Arby's

São Paulo – A rede de fast food Arby’s irá comprar a Buffalo Wild Wings, de casual dining, por 2,9 bilhões de dólares.

O preço por ação é de 157 dólares, prêmio de 38% em relação ao valor do fechamento há duas semanas, quando os primeiros rumores sobre a operação surgiram.

“Buffalo Wild Wings é uma das empresas de restaurantes de entretenimento e casual dining mais distintas e bem sucedidas na América”, disse Paul Brown, CEO da Arby’s Restaurant Group.

Recentemente, no entanto, a rede enfrentou disputas com seus acionistas, principalmente a Marcato Capital Management. Essas brigas levaram à renúncia da então CEO Sally Smith em junho do posto que ela ocupava há mais de 20 anos. 

A transação está sujeita à aprovação dos acionistas da BWW e aprovações regulatórias. Após o fechamento do negócio, a BWW será uma subsidiária privada da Arby’s Restaurant Group e continuará a ser operada como uma marca independente. Paul Brown será o diretor executivo da empresa-mãe.

A operação, que também inclui as dívidas da companhia, será feita através do grupo Roark Capital, que controla a Arby’s. O grupo de private-equity também tem participações nas redes de restaurante Carl’s Jr, Hardee, Moe’s, Miller’s Ale House, entre outros, além de empresas de produtos de consumo, petshops, academias e oficinas automotivas.

O capital do grupo é superior a 7 bilhões e suas mais de 62 franquias e subsidiárias geram 27 bilhões de dólares em receitas. São mais de 29 mil unidades em 78 países.