Aprovação para compra do HSBC pelo Bradesco deve demorar

O Bradesco anunciou a compra do HSBC no mês passado por US$ 5,2 bilhões depois de meses de negociações em um processo que envolveu vários bancos na disputa

São Paulo – As aprovações para a compra do HSBC pelo Bradesco devem demorar mais alguns meses, de acordo com Luiz Carlos Trabuco Cappi, presidente do Bradesco.

“O processo está em trânsito. Vamos aguardar as autorizações. Ainda não saiu nenhuma, nem era a expectativa. Deve levar mais alguns meses”, afirmou o executivo, em conversa com jornalistas, após evento de premiação em São Paulo, na noite de quinta-feira, 24.

Sobre a possibilidade de as autorizações saírem ainda este ano, o executivo afirmou que é preciso respeitar o prazo das autoridades.

O Bradesco anunciou a compra do HSBC no mês passado por US$ 5,2 bilhões depois de meses de negociações em um processo que envolveu vários bancos na disputa.

Dentre os grandes, o Santander também foi para a reta final e o Itaú Unibanco chegou a fazer uma oferta não-vinculante (que não obriga a compra do ativo pelo preço ofertado) pelo HSBC, mas não seguiu adiante.

Rebaixamento

A perda de selo de bom pagador do Brasil pela agência de classificação de risco S&P trouxe uma expansão na consciência naquilo que deve ser feito no país, na opinião de Trabuco. “Esse fato provocou uma expansão da consciência e isso é saudável”, avaliou.

Segundo o executivo, o governo está conseguindo uma agenda de equacionamento do equilíbrio fiscal e também da economia brasileira.