Apple oferece US$ 60 milhões para manter executivo

Philip Schiller permanecerá na companhia por pelo menos mais cinco anos; profissional está na empresa há 25 anos e era considerado o mais fiel a Jobs

São Paulo – A Apple ofereceu US$ 60 milhões para o executivo-chefe de marketing (CMO) Philip Schiler permanecer na companhia por mais cinco anos. O valor é resultado de uma gratificação de 150 mil ações preferenciais da companhia. A medida da Apple ocorre cerca de um mês após a morte de Steve Jobs, fundador da marca e criador do design e do marketing diferenciados da empresa, em cinco de outubro.

O CMO está entre um restrito grupo de funcionários componentes do alto escalão atual da Apple que receberam o montante recentemente, que inclui o chefe de software Scott Forstall e o diretor financeiro Peter Oppenheimer.

Schiller é um veterano com 25 anos na empresa e tem funções que valem os investimentos autorizados: o executivo comanda os programas de Marketing da Apple para produtos e negócios e estabelece relacionamentos.

Além disso, o profissional era considerado um dos funcionários mais fieis a Jobs, tendo deixado a organização junto com o líder em 1985 e retornado com ele em 1997. Desde então, esteve à frente da criação e do lançamento do iMac, MacBook, iPod, iPhone, Safari e Apple TV.