Mastercard fecha escritório em SP após funcionário contrair coronavírus

Funcionário havia viajado no começo da semana para escritório em Nova York. No Brasil, já há nove diagnósticos positivos para o novo coronavírus

A empresa de pagamentos Mastercard paralisou as atividades em seu escritório na cidade de São Paulo após um funcionário contrair a doença causada pelo novo coronavírus.

A informação foi divulgada primeiro pela agência Bloomberg e confirmada pela Mastercard. O funcionário trabalhava no Brasil, mas havia visitado, no início desta semana, um outro escritório da Mastercard no estado de Nova York. O escritório fica na cidade de Purchase e também foi temporariamente fechado.

Os escritórios estão passando “por uma higienização completa”, segundo informou a Mastercard em nota. A empresa afirma que suas operações continuam funcionando normalmente, mas que os espaços foram evacuados seguindo “conselho das autoridades de saúde pública”.

Nos Estados Unidos, havia 241 casos de coronavírus até a manhã desta sexta-feira, com 12 mortos. Todas as vítimas estavam na região de Seattle, no estado de Washington. No estado de Nova York, que fica na costa oposta do país, há 22 casos confirmados, mas nenhuma morte.

Apesar do fechamento dos escritórios, a Mastercard disse acreditar que o risco de transmissão é baixo para a maioria dos funcionários que não estiveram em contato próximo com o colaborador infectado. Quem teve contato com o paciente precisará ficar em casa, em quarentena de 14 dias.

“Eles [os funcionários] só retornarão ao escritório após esse período e desde que eles — ou qualquer membro de sua família — não estejam doentes ou apresentando os sintomas”, disse a empresa em nota. “Continuamos monitorando essa situação de perto e tomaremos todas as precauções necessárias para garantir a saúde e a segurança de nossos funcionários.”

O escritório da Mastercard em São Paulo fica no Brooklin, região corporativa da cidade. Nas proximidades, um funcionário da corretora XP Investimentos também foi diagnosticado no fim de semana com o novo coronavírus após voltar de viagem à Itália — tornando-se, na ocasião, o segundo paciente infectado com o vírus no Brasil. Segundo EXAME apurou, outras empresas da região da Vila Olímpia, onde fica o escritório da XP, fizeram com que seus funcionários passassem alguns dias em casa após o caso na corretora.

No Brasil, já há nove diagnósticos positivos para o Covid-19, nome oficial do coronavírus. Seis estão em São Paulo, um no Rio de Janeiro, um no Espírito Santo e um na Bahia, este último divulgado também nesta sexta-feira.