Após explosão, Usiminas retoma expediente na usina de Ipatinga

Gasômetro, um grande tanque que armazena gases gerados pelo processo de produção de aço, explodiu por volta das 12h de sexta-feira

São Paulo – A Usiminas informou no domingo que o expediente de trabalho das equipes da Usina de Ipatinga será retomado nesta segunda-feira, mas ainda não há data para o retorno da produção plena da unidade.

Alguns setores da unidade sem conexão com a área afetada pela explosão de um gasômetro na sexta-feira, que deixou 34 feridos, como Laminação a Frio, Despacho e Unigal, já voltaram a operar, “com máxima segurança”, após uma “rigorosa vistoria em todas as áreas”, disse a empresa em comunicado.

“A companhia segue com os estudos e preparações necessários para retomar, gradativamente, as demais áreas. No momento ainda não é possível precisar uma data para o retorno da produção plena da unidade.”

O gasômetro, um grande tanque que armazena gases gerados pelo processo de produção de aço, explodiu por volta das 12h de sexta-feira. A força da explosão, que pode ser vista a quilômetros de distância, causou pânico em Ipatinga, cidade que tem a Usiminas como principal empregadora.

O incidente ocorreu em um momento em que a Usiminas discute um plano estratégico de longo prazo, após vários anos de uma intensa disputa entre os sócios Ternium e Nippon Steel pelo controle do dia a dia das operações da companhia.

As ações da Usiminas fecharam em queda de 7,27 por cento na sexta-feira, tendo despencado quase 11 por cento no pior momento, logo após as primeiras notícias sobre a explosão em Ipatinga.