Após compra da Nokia, lucro da Microsoft cai 7%

O impacto negativo da Nokia superou o forte desempenho das vendas de Windows, Office e outros softwares, que cresceram 11%

São Paulo – O lucro líquido da Microsoft caiu 7,1% no quarto trimestre fiscal, encerrado em junho, para US$ 4,61 bilhões (US$ 0,55 por ação), ante US$ 4,97 bilhões (US$ 0,59 por ação) no mesmo período do ano passado, refletindo a aquisição da Nokia.

A receita da companhia, porém, subiu 18%, para US$ 23,38 bilhões.

O lucro da empresa veio abaixo das expectativas. Analistas consultados pela Thomson Reuters estimaram que a Microsoft teria lucro por ação de US$ 0,60 e receita de US$ 23 bilhões.

No entanto, as previsões de Wall Street em geral variaram bastante, devido às incertezas relacionadas à Nokia, que foi adquirida pela Microsoft em abril.

A Microsoft informou que a receita com as vendas de celulares da Nokia foi de US$ 1,99 bilhão, enquanto o prejuízo operacional foi de US$ 692 milhões. O impacto negativo da Nokia superou o forte desempenho das vendas de Windows, Office e outros softwares, que cresceram 11%.

O balanço foi divulgado dias depois de a Microsoft anunciar que cortará 18 mil empregos em um ano, no maior corte de vagas de sua história. A decisão faz parte do plano de enxugar operações da companhia após a compra da Nokia.

A ação da Microsoft encerrou o pregão tradicional desta terça-feira, 22, com leve queda de 0,01% no Nasdaq.

Com informações da Dow Jones Newswires