Apenas 56 empresas brasileiras atuam na China, segundo CEBC

Investimentos de empresas brasileiras representam menos de 0,5% do total realizado por estrangeiros no país

São Paulo – Nesta quinta-feira, o líder do Partido Comunista, Xi Jinping, foi confirmado como presidente da China pelo Congresso Nacional do Povo. Segunda maior economia do globo, a China ainda atrai poucas empresas brasileiras.

Segundo um relatório do Conselho Empresarial Brasil-China, divulgado em junho de 2012, menos de 60 companhias brasileiras mantêm operações no território chinês. Para se ter uma ideia, os investimentos diretos de brasileiras, entre 2000 e 2010, somaram 572,5 milhões de dólares – ou pífios 0,04% do total de investimentos estrangeiros naquele país.

O relatório indica que o setor de serviços é o que mais atraiu o interesse de companhias brasileiras, representando 51% do grupo. As empresas de manufatura vêm em segundo lugar, com 28% do total.

Entre as dificuldades encontradas pelos brasileiros para operar na China, o relatório cita as diferenças culturais, a distância física, a falta de informações sobre o mercado chinês e de como entrar nele, a regulamentação de diversos setores pelo governo local, as divergências estratégicas com parceiros locais e o não reconhecimento da China de práticas internacionais de respeito à propriedade intelectual.

O relatório da CBEC não enumera todas as empresas com operações na China, mas a PBC, uma associação de profissionais brasileiros na China, as enumera. Veja, a seguir, quais são:


Ab Inbev
Aços Villares
Apex Brasil
Atlas
Banco BTG Pactual
Banco do Brasil
Banco Itaú BBA
BEC Limited
BM&F Bovespa
BRF
BWP Projetos
Caloi
CBMM
CCIBC
Cisa Trading
Ciser
Comexport
Diana Paolucci Group
Duarte Garcia Caselli Guimarães e Terra Advogados
Eletc

Embraco
Embraer
Elizabeth Premazzi Arquitetura
Grupo Estado de S. Paulo
Felsberg Advogados
Fibria
Folha de S.Paulo
Globalize Trading
Godoi Logistics
Harmonia do Brasil Comércio
Illec
JM Brazil Assessoria
Marfrig
Magnesita
Marcopolo
Mcassab Trading
N&B Ingredients
Noronha Advogados
Odebrecht
Pangea International

Perdigão
Perfect Brasil
Petrobras
Radas China
Riachuelo
Rima Industrial
Samarco
SBV Group
Schulz
Sertrading
Soprano
TAM
Tramontina
TV Bandeirantes
Vale
Votorantim