Anvisa proíbe venda de marca de fralda descartável

O documento também estabelece que a empresa recolha o estoque existente no mercado

São paulo – A Anvisa proibiu as vendas da fralda descartável Megafral Baby, por falta de cadastro do produto na agência.

Em resolução publicada no dia 7 de fevereiro, a agência determina que a venda do produto, fabricado e vendido pela empresa Megafral Indústria e Comércio Ltda, seja interrompida.

O documento também estabelece que a empresa recolha o estoque existente no mercado.

A agência também determinou a proibição das vendas do kit para parar de fumar da marca Fumodex, também por falta de registro, notificação ou cadastro.

O Fumodex é um higienizador bucal para fumantes, que teoricamente atua no paladar, fazendo com que o consumidor deixe de sentir o gosto do cigarro. De acordo com a descrição do produto no Mercado Livre, o efeito é de aversão ao gosto do cigarro.

A Anvisa não localizou a empresa fabricante do kit e determinou “como medida de interesse sanitário a apreensão em todo o território nacional do produto encontrado no mercado”.

O site Exame tentou contato com as duas empresas, sem resposta.