Anglo American prioriza contratação de mulheres

Entre os 2 mil funcionários que a empresa pretende contratar para um negócio de mineração, pelo menos 600 serão mulheres

São Paulo –  Dos 2 mil funcionários que a Anglo American irá empregar para um negócio de minério de ferro que deve ser iniciado até fim do ano, ao menos 600 serão mulheres. Essa é a meta da empresa. 

A mineradora quer atrair a mão de obra de feminina que, apesar de crescente, ainda é pequena no setor. 

Para conseguir o feito, a companhia tem investido em um programa de capacitação profissional realizado em parceria com o Senai, no município de Conceição do Mato Dentro (MG). A cidade fica em uma região que será diretamente influenciada pelo Projeto Minas-Rio, que leva esse nome porque engloba os dois estados da federação.

Por meio do programa 102 pessoas já foram selecionadas para trabalhar no negócio. Desse total, 25% são mulheres. Ainda neste semestre, será realizada a contratação de mais 140 graduados. O objetivo da Anglo American é empregar, ao todo, aproximadamente 340 profissionais vindos da capacitação. Mais três ciclos de formação serão realizados até 2015.

Atualmente, a Unidade de Negócio de Minério de Ferro da Anglo American é composta por apenas 25% de funcionárias. Nos cargos gerenciais, a fatia de mão de obra feminina é a mesma: 25%. Entre os profissionais (categoria na qual se enquadram advogados, geólogos e engenheiros) o percentual de mulheres é maior, com 45%.