Anglo American avalia oferta por unidade da Louis Dreyfus

A Dreyfus iniciou um processo de venda oficial de uma fatiado negócio, que poderia ser uma participação majoritária

Melbourne/Londres – A gigante de mineração Anglo American está entre as várias empresas interessadas em adquirir o negócio de metais da trader de commodities Louis Dreyfus, disseram três fontes comerciais e bancárias à Reuters.

A Dreyfus iniciou um processo de venda oficial de uma fatiado negócio, que poderia ser uma participação majoritária, contratando Citi e ING no início deste ano para assessorar a transação.

O negócio de metais tinha um valor contábil de 314 milhões de dólares em 2016.

O conglomerado chinês HNA Holding Group também mostrou interesse no negócio, disse uma das fontes, enquanto outra fonte disse que a trader de aço suíça Duferco é outra possível interessada.

“Uma parceria estratégica permitiria que nossos negócios de metais acelerassem ainda mais seu crescimento e reforçaria sua posição de líder de mercado e suas fortes relações no setor”, disse um porta-voz da Dreyfus, que recusou-se a comentar sobre o processo de venda.

A Anglo American também não quis comentar.

A HNA, que fez uma oferta em setembro pela empresa de logística CWT, de Cingapura, e a Duferco, não estavam imediatamente disponíveis para comentar. A Glencore é vista como uma interessada menos provável.

As maiores mineradoras do mundo, incluindo BHP Billiton, Rio Tinto e Anglo American estão afiando suas estratégias em busca de melhores margens após uma forte queda nos preços das commodities em 2015 que atingiu sua lucratividade.

Para BHP e Anglo, as estratégias incluem movimentos rumo à negociação de commodities, embora em menor escala que a Glencore, que começou trabalhando apenas com trading e comentou recentemente que os ganhos com esses negócios a ajudaram durante a queda das commodities.