Aneel nega pedido de elétricas por parcelamento de cobranças

O pleito foi apresentado pela associação Apine, que representa as empresas

São Paulo – A diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) rejeitou em reunião extraordinária nesta quarta-feira um pedido de elétricas pela suspensão ou parcelamento de custos com o risco hidrológico, que serão cobrados pela Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) em uma liquidação financeira de operações do mercado de eletricidade nesta semana.

O pleito foi apresentado pela associação Apine, que representa as empresas e que também tentou suspender as cobranças com um pedido de liminar na Justiça que acabou rejeitado.

O pedido das empresas veio após o presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ) derrubar parcialmente uma liminar que suspendia cobranças junto às geradoras pelo risco hidrológico desde 2015 e decidir que elas devem pagar imediatamente ao menos as dívidas acumuladas desde fevereiro deste ano.