Andrade Gutierrez eleva presença no Projeto Carajás, da Vale

Contratos com a Vale são o principal cartão de visitas da AG Private, divisão de clientes privados da Andrade Gutierrez

Rio de Janeiro – A construtora Andrade Gutierrez e a Vale assinaram, no final de setembro, o terceiro contrato de prestação de serviços para as obras do Projeto Ferro Carajás S11D, a expansão do complexo minerador do Pará que já é considerada a maior do setor no mundo.

Com o novo contrato de 835 milhões de reais, já chega a 2,3 bilhões de reais o montante de serviços contratados pela mineradora à construtora. Os três contratos envolvem a construção de dois ramais ferroviários de 50 quilômetros e uma usina de beneficiamento capaz de processar 90 milhões de toneladas de minério de ferro por ano. Tudo fica pronto em 2018.

Os três contratos com a Vale são até agora o principal cartão de visitas da AG Private, divisão de clientes privados criada na reorganização interna do Grupo Andrade Gutierrez, em 2012, que virou a menina dos olhos do vice-presidente de Engenharia e Construção, Leandro de Aguiar.

À frente da unidade, o executivo Ricardo de Sá explica que, diferente das disputas por preço nas licitações públicas, as obras do setor privado formam um nicho atraente para o grupo porque priorizam qualidade e prazo, mais fáceis de entregar no modelo em que a construtora se envolve na concepção dos projetos. “Nosso objetivo é trabalhar para grandes clientes globais”, diz Sá, mirando empresas dos setores de logística e de grandes indústrias, como petroquímica e siderurgia, com empreendimentos principalmente na América do Sul e África. AG Private não divulga o tamanho da carteira atual, mas a meta interna é de que a unidade seja responsável, já em 2014, por um faturamento anual de 1,1 bilhão de reais.