Você pode almoçar com Warren Buffett (mas não será barato)

O almoço de caridade oferecido pelo acionista em parceiria com a GLIDE já se encontra no seu 16º ano de realização

São Paulo – Já imaginou poder almoçar com o investidor conhecido por muitos como o mais bem sucedido do século XX? Conseguir ouvir os conselhos e as dicas da 3ª pessoa mais rica do mundo, segundo a Forbes? Isso é possível. A ONG GLIDE está realizando um leilão para quem quiser almoçar com Warren Buffett, acionista e presidente da Berkshire Hathaway

O leilão de caridade, que acontece anualmente desde 1999 e tem como prêmio o almoço com o investidor, começou na noite do último domingo e vai até a próxima sexta-feira. A oferta mais alta foi alcançada já no primeiro dia do leilão: 1 milhão de dólares foi a doação mais alta, ultrapassando o ritmo dos leilões nos anos anteriores. 

De acordo com organização beneficente, a oferta de 1.000.100 dólares veio hoje de um doador de San Francisco. Em comparação, o lance mais alto do primeiro dia do leilão em 2014 foi de aproximadamente 400 mil dólares, mostrando um ritmo bem mais lento das doações naquele ano.

Os lances têm que ser feitos a partir de US$ 25 mil, e todos os pretendentes são pré-avaliados. O vencedor ganha a oportunidade de ir com mais sete amigos a um almoço com Buffett no Smith & Wollensky, em Nova York.

A GLIDE, parceira de Buffett no evento e que recebe o dinheiro arrecadado, é uma fundação de San Francisco que promove ações sociais para pessoas marginalizadas, pobres e sem-teto. Buffett descreve a GLIDE como “possivelmente a organização mais eficiente para os menos favorecidos”.

Warren Buffet, agora com 84 anos, já arrecadou US$ 17,8 milhões para a fundação GLIDE através dos leilões.  

No ano passado, ele bateu seu próprio recorde de doações para a caridade, repassando 2,8 bilhões de dólares para a Fundação Bill e Melinda Gates, do co-fundador da Microsoft.