Alemã Tüv Süd diz que empregados foram presos após rompimento de barragem

Autoridades iniciam investigação criminal sobre desastre em barragens da Vale em Brumadinho (MG)

A alemã Tüv Süd afirmou nesta terça-feira que dois de seus funcionários foram presos no Brasil, à medida que autoridades iniciam uma investigação criminal na sequência da ruptura devastadora de uma barragem da Vale em Brumadinho (MG).

Promotores no Brasil prenderam três funcionários brasileiros da mineradora Vale e duas pessoas encarregadas do atestado de segurança da barragem do Córrego do Feijão.

A empresa alemã, que realiza inspeções industriais, incluindo em barragens e dutos, confirmou que seus funcionários foram detidos no Brasil.