Airbus supera Boeing em negócios fechados na Paris Air Show

O maior contrato único em volume neste ano foi da Airbus com a companhia aérea Wizz Air, do Leste Europeu

Paris – A Airbus conseguiu US$ 57 bilhões em negócios na edição deste ano da Paris Air Show, ao fechar acordos para entregar 421 aeronaves, superando a Boeing, que negociou 331 aviões ao valor de US$ 50,2 bilhões, segundo os pedidos de encomenda das principais fabricantes do mundo no setor.

O crescimento na demanda por viagens aéreas nos países emergentes – visível nas encomendas de companhias da América Latina, do Oriente Médio, da China, da Indonésia e do Vietnã – e as baixas taxas de juros ajudaram a impulsionar os negócios na feira do setor, que teve nesta quinta-feira seu último dia de negócios.

O maior contrato único em volume neste ano foi da Airbus com a companhia aérea Wizz Air, do Leste Europeu. A empresa encomendou 110 jatos A321 da Airbus.

A Boeing, por sua vez, conseguiu fechar um negócio para entregar 100 jatos 737 para a AerCap Holdings, uma empresa de leasing. 

O preço cheio dos jatos negociados pela Boeing seria de quase US$ 11 bilhões nesse contrato, mas os clientes em geral recebem grandes descontos.