Airbnb movimentou R$ 2 bilhões no Brasil em 2016

A empresa de hospedagem tem cerca de 123 mil anúncios no país, 45 mil só na cidade do Rio de Janeiro

São Paulo – Viajar é ótimo para o turista, mas também tem grandes vantagens para a economia local, por conta dos gastos do viajante com hospedagem, passeios e alimentação.

O Airbnb, empresa que conecta pessoas a anfitriões, realizou uma pesquisa para calcular o seu impacto no Brasil.

O negócio movimentou nada menos do que 2 bilhões de reais no Brasil, entre a renda dos anfitriões e o gasto dos hóspedes com turismo. Rio de Janeiro e São Paulo movimentaram 906 milhões de reais e 192 milhões de reais respectivamente.

A empresa de hospedagem tem cerca de 123 mil anúncios no país, 45 mil só na cidade do Rio de Janeiro, a 4ª maior no mundo. Globalmente são 3 milhões de anúncios em mais de 65 mil cidades, com mais de 180 milhões de hóspedes.

Com o aumento da atividade, o ganho do anfitrião também ficou mais alto. No Brasil, por exemplo, o ganho anual foi de 6.070 reais. No último levantamento, o total era de 5.000 reais.

Como os anfitriões ficam com 97% do preço estipulado, esse valor ajudou alguns a manterem sua casa, evitando despejo ou perda do imóvel. Cerca de 20% dos anfitriões declararam ter usado a renda extra para manter o lar.

Confira abaixo alguns dados sobre a operação brasileira do Airbnb.

 

Cidade de São Paulo

9.000 anfitriões ativos em 1/1/2017.

R$ 5.080 é o ganho anual de um anfitrião típico.

23% dos anfitriões usaram a renda do Airbnb para manter o lar (evitar despejo ou perda do imóvel).

93 mil hóspedes chegaram à cidade pelo Airbnb em 2016.

R$ 192 milhões foi quanto o Airbnb ajudou a movimentar em 2016, com a renda do anfitrião e as despesas dos hóspedes.

6,5 dias é a média de estadia por hóspede.

 

Cidade do Rio de Janeiro

30.700 anfitriões ativos em 1/1/2017.

R$ 8.290 é o ganho anual de um anfitrião típico.

19% dos anfitriões usaram a renda do Airbnb para manter o lar (evitar despejo ou perda do imóvel).

340 mil de hóspedes chegaram à cidade pelo Airbnb em 2016.

R$ 906 milhões foi quanto o Airbnb ajudou a movimentar na cidade em 2016, com a renda do anfitrião e as despesas dos hóspedes.

5,6 dias é a média de estadia por hóspede.

 

Brasil

89.700 anfitriões ativos em 1/1/2017.

R$ 6.070 é o ganho anual de um anfitrião típico.

20% dos anfitriões usaram a renda do Airbnb para manter o lar (evitar despejo ou perda do imóvel).

Mais de 1 milhão de hóspedes chegaram ao país pelo Airbnb em 2016.

R$ 1.99 bilhão foi quanto o Airbnb ajudou a movimentar no país em 2016, com a renda do anfitrião e as despesas dos hóspedes.

4,8 dias Média de estadia por hóspede.