Agrenco faz acordo com credores; busca investidor

Acordo permitirá a busca de um investidor para capitalizar a companhia, solucionando assim seu endividamento

SÃO PAULO – A companhia do agronegócio Agrenco informou nesta quinta-feira que firmou acordo com a totalidade dos credores, conforme definido no processo de recuperação judicial de suas subsidiárias brasileiras, o que lhe permitirá a busca de um investidor para capitalizar a companhia, solucionando assim seu endividamento.

A empresa, que pediu recuperação judicial em 2008, afirmou que o Termo de Compromisso assinado prevê a suspensão das medidas judiciais e extrajudiciais entre as empresas do Grupo Agrenco, a totalidade dos credores e alguns terceiros pelo prazo inicial de 30 dias.

“Durante este prazo buscar-se-á uma solução de mercado que permita a entrada de investidor interessado em capitalizar o Grupo Agrenco para, dentre outras coisas, viabilizar a efetiva recuperação das subsidiárias brasileiras da Companhia e solucionar definitivamente o seu endividamento…”, disse a empresa.

A empresa também quer, com isso, “o equacionamento dos interesses de todos os envolvidos, especialmente os detentores de BDRs”.

A companhia, com sede em Bermudas, tem papéis representativos de suas ações negociadas na BM&FBovespa.

Tradicional trading de grãos, a empresa conta com duas unidades produtoras de biodiesel, uma em Mato Grosso e outra em Mato Grosso do Sul. Também tem armazéns de grãos entre os seus ativos.

Em relatório recente de uma auditoria independente publicado no site da companhia, foi reportada a perspectiva de que os complexos industriais de Alto Araguaia e Caarapó consumam em 2013 cerca de 2 por cento de toda a soja produzida no Brasil.