Agora, lugar de gente feliz é no Carrefour, provoca Diniz

Durante teleconferência, empresário respondeu que não vive do passado quando questionado sobre concorrer agora com a empresa fundada por seu pai

São Paulo – Sobre possíveis rusgas que devem surgir entre Abilio Diniz e seus antigos sócios franceses no Pão de Açúcar, com a entrada dele no Carrefour Brasil, o empresário foi enfático:

“Tudo o que ficou é passado”, disse ele. “Vivo para o presente e olho para o futuro e, agora, olho para o Carrefour.”

“Agora, lugar de gente feliz é aqui”, conclui ele, usando o slogan da empresa concorrente, ironicamente fundada por seu pai e comandada por ele por décadas até o topo do varejo nacional.

O empresário, por meio da Península Participações, adquiriu 10% da companhia, transação anunciada hoje e antecipada ontem pelo blog Primeiro Lugar, de EXAME

Durante teleconferência com jornalistas, Abilio disse que pretende elevar a fatia de 10% adquirida por ele do Carrefour Brasil para até 16% nos próximos cinco anos.

“O valor que pagamos pela companhia foi justo porque ela deve valer muito mais em pouco tempo”, disse ele.

O empresário deve ajudar o atual presidente da companhia no país, Charles Desmartis, a expandir o negócio no varejo nacional, além de participar do conselho de administração do Carrefour Brasil.

Eduardo Rossi, presidente da Península, também fará parte do conselho da companhia no país

Ao mesmo tempo, Abilio seguirá na presidência do conselho de administração da BRF, principal fornecedora de carnes e congelados tanto do Carrefour no país quanto do Pão de Açúcar.

“Não há conflito de interesse em ocupar os dois cargos porque, como membro do conselho, não tenho como influenciar decisões comerciais das companhias”, disse ele.

Com vendas de mais de 34 bilhões de reais em 2013, o Brasil é o segundo maior mercado do grupo Carrefour. O plano é fazer com que a empresa se tore líder do segmento.