Agência da Califórnia abre 3ª investigação trabalhista contra Tesla

A porta-voz da agência, Erika Monterroza, abriu a primeira investigação em 12 de abril, após uma séria lesão sofrida por um funcionário da Automatic Systems

Uma agência da Califórnia para segurança do trabalho informou nesta quinta-feira que abriu uma terceira investigação na fábrica da Tesla em Fremont após receber uma denúncia.

A Administração de Saúde e Segurança Ocupacional do Estado disse que abriu o caso mais recente em 21 de junho, mas não deu detalhes sobre as investigações além de confirmar que elas estão ativas e em andamento.

O site de notícias de automóveis Jalopnik informou nesta quinta-feira que a investigação segue uma reclamação de um dos funcionários da montadora na fábrica de Fremont.

A porta-voz da agência, Erika Monterroza, abriu a primeira investigação em 12 de abril, após uma séria lesão sofrida por um funcionário da Automatic Systems.

A segunda investigação foi iniciada em 17 de abril, um dia depois que o site de notícias Reveal noticiar que as omissões da Tesla em relatórios obrigatórios fizeram com que seu histórico de segurança no trabalho parecesse melhor do que realmente era.

A Tesla não respondeu imediatamente a um pedido de comentário.