Abril Educação quer comprar mais escolas

Dona das editoras Ática e Scipione está avaliando três instituições no momento

São Paulo – A Abril Educação quer investir na compra de mais instituições de ensino para diversificar suas fontes de ganho. Ao participar de evento da Apimec (Associação dos Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais) ontem, o presidente da empresa, Manoel Amorim, afirmou à imprensa que três escolas estão sendo avaliadas pelo companhia.

Mais conhecida como dona das editoras Ática e Scipione, a Abril Educação controla também os colégios pH, no Rio de Janeiro, e a rede ETB, no interior de São Paulo. Segundo Amorim disse ao Valor Econômico, a ideia é partir para aquisições fora do eixo Rio-São Paulo.

As transações poderão envolver o pagamento em ações, em vez de apenas dinheiro, como forma de prover liquidez aos papéis da companhia. Atualmente, as ações são negociadas a um volume médio de 1,5 milhão de reais por dia, o que não chega a 1,5% dos papéis que circulam no mercado.

A Abril Educação também planeja erguer um colégio com a bandeira Anglo. Hoje, a marca faz parte do portfólio de sistemas de ensino da empresa, junto com Ser, Maxi, Geo e pH. O projeto, no entanto, tem um prazo de no mínimo três anos, conforme Amorim ressaltou ao Valor.

Nos nove primeiros meses do ano, a empresa atingiu uma receita líquida de R$ 489,3 milhões, 20% a mais do que o reportado no mesmo período de 2011. Já o lucro líquido foi de 33,2 milhões de reais, ante prejuízo de 9,3 milhões em 2011.