Abril concorre com Actis na busca por escolas de idiomas

Cada vez mais brasileiros têm aprendido inglês com o crescimento da classe média, que busca melhores empregos e mais viagens ao exterior

São Paulo – A Abril Educação SA faz a maior aquisição de sua história enquanto concorre com o fundo de private equity Actis LLP e outros investidores por participações em escolas de idiomas.

A Abril aceitou pagar R$ 877 milhões, ou cerca de 10 vezes seu lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização — ou Ebitda, pela escola de inglês Wise Up em 8 de fevereiro.

O acordo foi fechado sete meses após a Abril pagar R$ 29,9 milhões, ou 6,8 vezes o Ebitda, por 51 por cento do Grupo Red Balloon. Em setembro, o Actis comprou 40 por cento no CNA, como parte de um investimento total de R$ 135 milhões, e pretende dobrar o número de unidades da escola para 1.000 até 2018.

Cada vez mais brasileiros têm aprendido inglês com o crescimento da classe média, que busca melhores empregos e mais viagens ao exterior, levando o CNA a um crescimento anual de 20 por cento, disse Patrick Ledoux, sócio e co-diretor do Actis para América Latina.

Somente entre 2 por cento e 4 por cento dos brasileiros falam inglês, comparado a pelo menos 10 por cento no México e países em desenvolvimento na Ásia, disse a Abril.

“Escola de inglês virou moda agora”, disse Ledoux em entrevista no escritório do Actis em São Paulo. “É uma febre no sentido de que era um segmento que estava inexplorado há dois anos, porque investidores veem potencial de crescimento.”

Até ontem, a Abril acumulava alta de 65 por cento desde 20 de julho, quando acertou a compra da Red Balloon, enquanto o Ibovespa tinha ganho de 5,8 por cento. A empresa fez quatro aquisições no ano passado, das quais duas foram escolas de inglês, segundo dados da Bloomberg.