AB InBev vende a maior emissão de dívida em euro da história

Segundo a maior cervejaria do mundo, a emissão ajudará a pagar a aquisição do SABMiller, que custou US$ 108 bilhões

Londres – A Anheuser-Busch InBev vendeu 13,25 bilhões de euros em títulos nesta quarta-feira, a maior emissão corporativa em euros da história, de acordo com dados da Dealogic.

O resultado supera a previsão da empresa, que inicialmente esperava vender 9 bilhões, de acordo com uma pessoa próxima ao assunto. No entanto, a oferta foi elevada após a demanda dos chegar a o equivalente a 32 bilhões de euros.

Segundo a maior cervejaria do mundo, a emissão ajudará a pagar a aquisição do SABMiller, que custou US$ 108 bilhões.

O negócio acontece em meio a um cenário de maior interesse por parte das empresas em fazer emissões, após o Banco Central Europeu (BCE) anunciar que incluiu títulos corporativos entre os elegíveis do seu programa de compra de ativos.

“Virou um mercado muito atrativo”, disse Kevin Kearns, gerente de portfólio da Loomis Sayes, que também comprou bônus da Inbev. “O BCE precisa de um suprimento de títulos, então as empresas vão fornecê-los.”

A emissão de papéis em seis tranches tem maturidade entre quatro e 20 anos. A média do rendimento dos bônus é de 1,55%, sendo que um delestem juros flutuantes.

Antes da emissão da Inbev, o maior negócio do tipo era a emissão da Roche, que em 2009 vendeu 9,75 bilhões de euros em títulos.