A nova jogada do Mercado Livre para atrair pequenos lojistas

Mercado Livre faz aquisição de integradora de sistema para marketplace, de olho nos pequenos do ecommerce

São Paulo – O Mercado Livre acaba de anunciar a aquisição da Ecommet, empresa de softwares para lojistas online. A aquisição, com valor de 36,5 milhões de reais, tem o objetivo de atrair pequenos vendedores que já atuam na internet, mas não estão integrados ao Mercado Livre.

A empresa comprada possui mais de 3.000 clientes e, por meio de sua unidade de negócios Becommerce, oferece soluções para integração com marketplaces, sistema de gestão e plataforma de lojas virtuais.

O lojista pode gerenciar seu estoque e vendas por meio do sistema e, agora, integrar sua loja com o marketplace do Mercado Livre.

A companhia já oferece sistemas de gestão aos seus lojistas, através de sua divisão de negócios Mercado Back Office. A divisão surgiu em 2015, com a compra da KPL Soluções, por cerca de 50 milhões de reais. A nova compra complementa esses serviços, já que traz clientes de porte menor dos que já eram atendidos.

“O nosso cliente, o lojista, ganha com a eficiência e facilidade de colocar sua loja no nosso sistema”, afirmou Steleo Tolda, COO do Mercado Livre. “Quando se multiplica essa velocidade por milhares de vendedores, o ganho pode ser gigantesco”, disse.

O executivo acredita que o trabalho de adicionar itens ao sistema da companhia e gerenciar os estoques, hoje realizado manualmente, pode ser feito até 10 vezes mais rápido.

Criada em 2011 pelos empreendedores Frederico Flores e Fernando Montera, a Ecommet continuará a prestar serviços de maneira independente, sem qualquer alteração no escopo de trabalho. A Ecommet passa a pertencer ao grupo Mercado Livre, mas, seus 77 colaboradores permanecerão sediados no escritório que ocupam atualmente, em São Paulo, com os fundadores à frente da gestão dos negócios.

Crescimento em 2017

Nos 9 primeiros meses do ano, a operação brasileira registrou crescimento na receita líquida de 83% em dólares contra o mesmo período de 2016. Em reais, o crescimento foi de 66%.

Na América Latina, o volume bruto de transações na plataforma cresceu 40% no mesmo período, chegando a 8,1 bilhões de dólares.

Com 201 milhões de usuários registrados no marketplace, a a empresa investiu este ano 1 bilhão de reais no brasil, principalmente em frete gratuito e no seu serviço de fullfilment, que oferece gestão de estoques para os clientes. Também lançou seu programa de fidelidade, Mercado Pontos.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s