5 atitudes de uma boa empresa para estagiários

Boas soluções de negócios não seguem hierarquia

Boas soluções de negócios não seguem hierarquia. Por que não partir de um
estagiário uma iniciativa de impacto? Na Promon, empresa especializada em
engenharia, isso já é rotina. São vários os exemplos. Um projeto elaborado durante o
programa de estágio reduziu 50% dos custos de compra da licença de um software. O
atual sistema de home office da empresa foi criado a partir da proposta de um grupo
de estagiários e implementado em todos os setores.

A participação dos jovens na Promon é tão consistente que, em 2015, a companhia foi
destaque nas categorias Melhor Empresa para Estagiar e Empresa com Melhores
Práticas de RH Voltadas para Jovens, do GUIA VOCÊ S/A – Melhores Empresas para
Começar a Carreira. O destaque reflete o esforço da Promon em seu amplo programa
de desenvolvimento voltado aos estagiários, a principal porta de entrada na empresa.

Com foco em acelerar a formação e o aprimoramento da equipe, o programa tem alto
índice de retenção. Nos últimos três anos, quase 90% dos estagiários foram
efetivados. Entre os atrativos oferecidos pela empresa está a total flexibilidade de
horário e a abertura dos líderes a novas ideias.

Muitos diretores da Promon começaram a carreira como estagiários. Foi assim com
Moises Falco, atual diretor executivo e estagiário em 1985. “Naquela época, já era
clara a visão estratégica do programa como investimento na formação de lideranças
para a organização, e isso continua ainda hoje. O programa é mais do que apenas
uma busca de talentos”, afirma Falco.

A analista de relações humanas da Promon, Isabela Alcover, diz que é fundamental
para o sucesso a integração do jovem à cultura da empresa. “Essa adesão é
importante, pois gera vínculo e identificação dos profissionais com os valores da
companhia.”

Conheça 5 práticas da Promon para valorizar os estagiários:

1. Processo de seleção bem elaborado
Os jovens passam por cinco etapas de seleção, e, em todas elas, a sintonia com a
organização é mais importante do que a experiência. Por isso, as dinâmicas de grupo
acontecem na própria empresa e são conduzidas pela equipe de RH. “Há espaço para
quem busca o papel de liderança organizacional e para quem prefere se tornar um
especialista, com aprofundamento técnico”, afirma Isabela Alcover.

2. Programa de ambientação
Além do supervisor (chefe imediato), os estagiários ganham a companhia de um tutor
(aconselhamento individual) e de um buddy (facilitador da integração). Há, ainda, um
Comitê de Estagiários, que reúne os efetivados para treinar os novatos.

3. Assessment
Após três meses na empresa, o estagiário volta às avaliações feitas durante o
processo seletivo. A meta é o autoconhecimento e o planejamento de carreira no
longo prazo, além do incentivo à visão sistêmica do trabalho.

4. Projeto de estágio
Os estagiários fazem apresentações anuais de projetos de inovação, dentro ou fora de
suas áreas de origem. Os melhores entram em operação.
São vários exemplos, como o da implantação do BIM, modelo de organização da
informação que permite uma melhor integração entre as novas ferramentas e as que
já são utilizadas na empresa. Além de organizar, a ferramenta reúne todas as áreas da engenharia envolvidas no projeto, utilizando uma mesma rede e um único modelo
de trabalho.

5. Conversas com gestores
A Promon tem uma política de portas abertas. Periodicamente, promove conversas e
ciclos de palestras da diretoria executiva com os estagiários. Além disso, o acesso a
chefes e diretores é rotineiramente estimulado.

São ideias que podem servir de benchmark para empresas de qualquer área e
tamanho.