45 acionistas processam Toshiba por escândalo contábil

Investidores institucionais estrangeiros se consideram prejudicados pelas falsificações de contas reveladas no ano passado pelo grupo

O conglomerado japonês Toshiba anunciou que novas ações foram apresentadas contra a empresa por um grupo de 45 acionistas, principalmente investidores institucionais estrangeiros, que se consideram prejudicados pelas falsificações de contas reveladas no ano passado pelo grupo.

Os demandantes pedem pagamentos por “perdas e danos no valor 16,65 bilhões de ienes (145 milhões de euros) pelo prejuízo provocado pelas irregularidades contábeis da empresa”, afirma um comunicado da Toshiba.

A empresa enfrenta outras 15 denúncias por um total de 15,28 bilhões de ienes.

A Toshiba admitiu em 2015 que havia alterado suas contas durante os anos fiscais de 2008 a 2014, fraudes das quais o grupo se recupera lentamente, depois de emitir os executivos envolvidos e sacrificar várias atividades.