10 notícias de negócios mais importantes da semana

Período foi marcado por diversos balanços e pelos milhares de unidades de Toddynho recolhidos com bactéria

São Paulo – A semana de negócios foi repleta de divulgações de balanços de diversas companhias. Entre elas, a GOL, o Banco do Brasil e a Oléo e Gás (ex-OGX).

Além dos resultados, a Pepsico recolheu milhares de unidades do Toddynho infectadas por bactéria no Rio Grande do Sul. Veja, a seguir, as principais notícias de negócios da semana:

Toddynho com bactéria

Cerca de 8.000 unidades do achocolatado Toddynho, feitos pela fabricante Pepsico, foram recolhidos de supermercados do Rio Grande do Sul.

A determinação foi feita nesta  semana pela Secretaria de Saúde do Estado depois da reclamação de dois consumidores que apontaram alterações de sabor e odor no produto.

Em comunicado, a Pepsico alegou que o lote contaminado estava bloqueado no centro de distribuição e chegou aos supermercados por engano.

Chiquita recebe oferta, mas recusa

No início da semana, a Cutrale e o Grupo Safra fizeram proposta para comprar a norte-americana Chiquita Brands em uma operação de 610,5 milhões de dólares em dinheiro.

Na quinta-feira, a empresa, que atua no segmento de frutas tropicais, especialmente bananas, informou que a oferta não atende os melhores interesses da companhia e de seus acionistas.

GOL reduz prejuízo no trimestre

A GOL registrou prejuízo líquido consolidado de 144,98 milhões de reais no segundo trimestre de 2014, montante 66,5% menor o montante registrado um ano antes.

No acumulado dos seis primeiros meses do ano, o prejuízo foi de 241,1 milhões de reais, redução de 52,6% na mesma base de comparação.

Lucro do BB cai

O Banco do Brasil teve lucro líquido de 2,8 bilhões de reais no segundo trimestre, um recuo sobre os 7,4 bilhões registrados no segundo trimestre do ano passado, quando o resultado foi catapultado pela bilionária oferta pública inicial de ações (IPO) da BB Seguridade.

A instituição terminou o trimestre passado com índice de inadimplência em operações vencidas há mais de 90 dias de 1,99%, acima dos 1,97% dos três primeiros meses de 2014.

PT quer reformular fusão com a Oi

A Portugal Telecom já assumiu que dificilmente recuperará os 900 milhões de euros investidos em títulos da holding Rioforte e, por isso propôs a reformulação de sua fusão com a brasileira Oi.

O objetivo principal da iniciativa é amortecer o impacto que a falta de pagamento da Rioforte pode ter no projeto de ambas as empresas.

GM vai investir no Brasil

A General Motors anunciou nesta semana que vai investir 6,5 bilhões de reais nas atividades no Brasil nos próximos cinco anos.

Segundo a diretora-geral da montadora, Mary Teresa Barra, o montante será investido em produtos novos, na melhoria dos veículos atuais, em novas tecnologias e na manutenção das fábricas.

Ex-OGX tem lucro no trimestre

A Óleo e Gás Participações (ex-OGX) está em recuperação judicial, mas registrou lucro líquido contábil de 303,4 milhões de reais no segundo trimestre.

Um ano antes, a petroleira fundada por Eike Batista havia registrado registrou prejuízo líquido de mais de 4,7 bilhões de reais.

BRF terá novo CEO

A BRF informou que o presidente da companhia, Claudio Galeazzi, manifestou interesse em antecipar o início de seu processo de sucessão.

Segundo comunicado ao mercado, Galeazzi permanecerá no cargo até 31 de dezembro de 2014, e contribuirá com o Conselho de Administração da companhia no processo sucessório.

GIC comprou 18,5% da Abril Educação

O Fundo Soberano de Cingapura (GIC) comprou 18,5% das ações da Abril Educação.

Segundo comunicado do fundo, o GIC acredita no potencial de crescimento do mercado brasileiro de educação, por isso escolheu investir na empresa.

Coca-Cola vai comprar parte da Moster

A Coca-Cola anunciou que está comprando uma fatia de 16,7% na Monster Beverage.

A Coca-Cola fará um pagamento de 2,1 bilhões de dólares e transferirá a propriedade de seu negócio mundial de energéticos incluindo a NOS, Full Throttle e Burn para a Monster.