10. Guilherme Leal – Sócio e presidente da Natura, maior empresa brasileira do setor de cosméticos

Em 1993, em A Sociedade Pós-Capitalista, falando da pessoa instruída, figura central da sociedade do conhecimento, o senhor afirmou: "A sociedade pós-capitalista exige uma força unificadora. Requer um grupo de liderança que possa focar tradições loc

Obrigado, senhor Leal. Essa é, sem dúvida, a pergunta mais importante – e eu gostaria de poder respondê-la. Mas, até o momento, ainda não vi emergir a nova PESSOA INSTRUÍDA – ou melhor, ainda não vi o que vai ser, ou deveria ser, a educação na sociedade do futuro. Mas há algumas pistas. Sabemos, por exemplo, que a educação na sociedade futura será uma “educação continuada”, ou seja, uma educação por toda a vida, em vez de um período escolar para os jovens, com uma interrupção do aprendizado quando começa o trabalho. Sabemos que vamos dispor de muitas ferramentas novas para ampliar as mais antigas (a propósito, o livro não vai desaparecer). Começamos a suspeitar que a pessoa instruída de amanhã não será um GENERALISTA como a pessoa instruída dos últimos 200 ou 300 anos. Ele ou ela será um ESPECIALISTA, e a educação continuada terá de deitar as fundações do conhecimento avançado especializado dessa pessoa. Mas qual será o CONTEÚDO e quais serão as METAS da futura educação superior nós ainda não sabemos. Eu, pelo menos, não sei.