A venda do Yahoo!; Cruz com Fiorina…

América primeiro

O pré-candidato republicano à Presidência dos Estados Unidos Donald Trump divulgou hoje sua plataforma internacional, chamada “America First”. Trump anunciou também que deixará de apoiar a Otan e aliados asiáticos que não pagam o suficiente por sua defesa. Afirmou ainda que companhias que deixam os Estados Unidos levando empregos consigo devem sofrer as consequências. “Nós não vamos mais render este país e seus habitantes à falsa canção da globalização. Nossa política externa vai colocar os interesses dos americanos em primeiro lugar.” Trump precisa de 58% dos delegados restantes para vencer a nomeação do Partido Republicano.

Cruz com Fiorina

O senador texano Ted Cruz anunciou nesta quarta-feira que, caso seja o escolhido para representar o Partido Republicano nas eleições presidenciais dos Estados Unidos, vai ter Carly Fiorina como vice-presidente de sua chapa. Fiorina é ex-presidente da empresa de eletrônicos Hewlett-Packard (HP) e já concorreu para o governo da Califórnia. A união dos dois é considerado uma última tentativa de segurar Trump.

Pobreza britânica

Em relatório divulgado nesta quarta-feira, a Fundação Joseph Rowntree, ligada a ações de caridade e pesquisas sociais no Reino Unido, afirmou que há mais de 1 milhão de pessoas, incluindo 300.000 crianças, vivendo na extrema pobreza no país. Ainda segundo o relatório, os imigrantes são o grupo em maior risco, pela dificuldade de acesso a programas de benefícios e de encontrar emprego. Hoje, o governo do Reino Unido anunciou que o crescimento do país encolheu para 0,4%, abaixo dos 0,6% que obteve no final do ano passado.

Yahoo! mais próximo da venda

A companhia de internet Yahoo! anunciou nesta quarta-feira que colocará quatro diretores da empresa de investimento Starboard, um de seus principais investidores, no conselho. Esse movimento pode ser o início do processo de venda do Yahoo!, que vem se arrastando nos últimos meses. A presidente do Yahoo!, Marissa Mayer, disse que o grupo deve trabalhar junto para aumentar os valores das ações e maximizar os ganhos dos investidores. Em março, o Yahoo! já havia adicionado a seu quadro dois diretores com experiência em negociações.

Semana de dois dias

Nicolás Maduro, presidente da Venezuela, determinou que os funcionários públicos só trabalhem na segunda e na terça-feira, como maneira de economizar energia e contornar a crise pela qual o país está passando. Em anúncios anteriores, o governo venezuelano já havia liberado os funcionários nas sexta-feiras dos meses de abril e maio. O país enfrenta uma grave recessão, com estoques baixos de leite, remédios, papel higiênico, preços altos e longas filas nos mercados, além de baixos níveis de água nas usinas hidrelétricas. A oposição tenta passar um referendo que pede um recall político do presidente Maduro.

FED mantém porta aberta

O banco central americano (FED) deixou a porta aberta para o aumento da taxa básica de juro nos Estados Unidos em junho, após as reuniões nesta quarta-feira. Por enquanto, as taxas foram mantidas entre 0,25% e 0,50%. O último aumento dos juros americanos foi em dezembro, depois de quase dez anos sem aumentar a taxa.

Comcast compra a DreamWorks?

Depois de anos de flerte, a companhia de comunicação Comcast fala em finalmente comprar o estúdio de animação DreamWorks, que passa por um ciclo de altos e baixos pelo lançamento esporádico de filmes. O estúdio está avaliado em cerca de 3 bilhões de dólares. Se a compra acontecer, a Comcast uniria a DreamWorks a seu estúdio de animação próprio, o Illumination Entertainment.