WikiLeaks diz que Snowdem pedirá asilo à Rússia

O anúncio foi feito durante um encontro com ativistas e representantes de organizações de direitos humanos em aeroporto do páis

Moscou – Edward Snowden disse nesta sexta-feira que vai pedir asilo político à Rússia até encontrar uma forma de viajar para um dos países latino-americanos que ofereceram asilo a ele, informou o WikiLeaks, citando uma fonte que participou da reunião com o norte-americano no aeroporto de Moscou.

Snowden, que já trabalhou para a CIA e para uma empresa que presta serviços para o governo dos Estados Unidos, tornou pública a existência de programas de vigilância até então desconhecidos do público.

O anúncio foi feito durante um encontro com ativistas e representantes de organizações de direitos humanos no aeroporto onde, segundo o governo russo, ele está desde que chegou ao país, no mês passado.

O WikiLeaks citou a vice-diretora do Human Rights Watch, Tanya Lokshina, que participou do encontro. “Ele quer ficar aqui até poder viajar para a América Latina”, afirmou ela. Fonte: Dow Jones Newswires.