WikiLeaks: Bradley Manning será julgado em fevereiro

Manning, de 24 anos, poderá ser condenado à prisão perpétua por ter repassado para o WikiLeaks documentos secretos americanos sobre a guerra no Iraque e Afeganistão

Fort Meade – O soldado americano Bradley Manning será julgado no dia 4 de fevereiro por ter “ajudado o inimigo” ao divulgar documentos secretos ao site WikiLeaks, informou um juiz nesta quinta-feira.

A data foi fixada durante uma audiência na base militar de Fort Meade, em Maryland (nordeste), e o julgamento deve durar até 15 de março, afirmou a juíza e coronel Denise Lind.

Manning, de 24 anos, poderá ser condenado à prisão perpétua por ter repassado para o WikiLeaks documentos secretos americanos sobre a guerra no Iraque e Afeganistão. Foi o maior vazamento de documentos secretos da história americana.

O soldado foi preso em maio de 2010 e atuava como analista de inteligência perto de Bagdá.

O fundador do WikiLeaks, Julian Assange, refugiado há dois meses na embaixada do Equador em Londres, pediu a libertação de Manning.