Washington permanecerá comprometido com ativista Guangcheng

O advogado cego deixou nesta quarta-feira a embaixada americana em Pequim para receber atendimento médico e reunir-se com a família

Pequim – O governo dos Estados Unidos permanecerá comprometido com o militante chinês Chen Guangcheng, que decidiu permanecer na China, declarou nesta quarta-feira em Pequim a secretária de Estado americana, Hillary Clinton.

Poucas horas antes, Chen abandonou a embaixada dos Estados Unidos em Pequim, na qual permaneceu refugiado por seis dias.

Chen conversou por telefone com a secretária de Estado, Hillary Clinton, que queria “beijá-la”, depois que os Estados Unidos garantiram sua segurança.

O advogado cego deixou nesta quarta-feira a embaixada americana em Pequim para receber atendimento médico e reunir-se com a família, uma semana depois de ter escapado da prisão domiciliar e entrado na representação diplomática.

Hillary Clinton, que desembarcou nesta quarta-feira em Pequim para uma série de reuniões com representantes do governo chinês, conversou por telefone com Chen depois que ele deixou a embaixada e seguiu para um hospital, segundo uma fonte americana que pediu anonimato.

“Depois de explicar em chinês o quanto estava agradecido por ela ter mencionado seu caso várias vezes, ele afirmou em um inglês precário: ‘I want to kiss you’ (‘Eu quero te beijar’)”, disse a fonte.

Com a ajuda de intérpretes, Chen também afirmou que estava feliz de encontrar a família e que estava “preparado para a luta mais adiante”.