Voltam a Israel 29 dos feridos em atentado na Bulgária

A bordo do avião viajam médicos militares e voluntários para atender às vítimas do incidente que causou a morte de sete turistas israelenses

Sófia – Um grupo de 29 pessoas feridas na quarta-feira em um atentado suicida contra um ônibus de turistas de Israel na cidade búlgara de Burgas partiu hoje rumo a seu país, segundo informou a agência “Focus”.

A bordo do avião viajam médicos militares e voluntários para atender às vítimas do atentado que matou sete turistas israelenses, o motorista do ônibus, de nacionalidade búlgara, e o terrorista suicida.

Seguem em hospitais da Bulgária apenas três dos feridos, um em Burgas e dois em Sófia, afligidos de queimaduras e traumatismos de diversa consideração.

No momento do ataque, 47 pessoas ocupavam o ônibus.

Segundo o ministro das Relações Exteriores da Bulgária, Nikolay Mladenov, nenhuma organização terrorista assumiu a autoria do atentado, embora o Governo de Israel tenha responsabilizado o Irã pelo ataque.