Volkswagen considera retorno ao “carro do povo”

Modelo de pouco mais de R$ 9 mil seria destinado a mercados emergentes

Para driblar a crise, uma volta às origens. Segundo reportagem do jornal britânico Financial Times, a Volkswagen (VW) considera a possibilidade de retomar seu papel de fabricante do “carro do povo”, lançando um modelo que custaria 3 700 dólares (cerca de 9 200 reais) e seria destinado a mercados emergentes. Uma equipe com a missão de encontrar a fórmula capaz de gerar um produto com esse perfil foi criada há um ano, diz o Financial Times, mas a companhia ainda não decidiu o destino do projeto. A Volkswagen tornou-se a maior montadora européia graças à produção em massa do Fusca a partir dos anos 30.

O projeto é parte de uma nova tendência, diz o jornal. Montadoras baseadas em países desenvolvidos estão empenhadas em desenvolver modelos populares. Um exemplo é o da Renault com seu modelo Dacia Logan, feito na Romênia.

Bernd Pischetsrieder, presidente executivo da VW, tem insistentemente lamentado a falta de modelos baratos no portfólio da montadora alemã. O problema foi parcialmetne resolvido, diz o Financial Times, com o lançamento do Fox, “concebido para o mercado brasileiro”.