Vivienne Westwood vende camisetas em apoio a Julian Assange

Na peça unissex, que terá um preço de 40 libras (cerca de R$ 120), aparece o rosto da estilista e as palavras ''Eu sou Julian Assange'' em inglês

Londres – A estilista britânica Vivienne Westwood começará a vender no sábado camisetas em apoio ao fundador do Wikileaks, Julian Assange, que permanece refugiado na embaixada do Equador em Londres desde junho para evitar sua extradição à Suécia.

Na peça unissex, que terá um preço de 40 libras (cerca de R$ 120), aparece o rosto da estilista e as palavras ”Eu sou Julian Assange” em inglês.

Westwood, de 71 anos, já vestiu a camiseta quando visitou o hacker australiano no último dia 24 de outubro e no fechamento de seu último desfile em Londres, em setembro.

Todos os lucros obtidos com a venda serão destinados ao Wikileaks, já que ”empresas como Visa, MasterCard, Western Union, Paypal, Amazon e Bank of America bloquearam 90% das doações”, declarou a estilista em seu site.

”Apoio Julian Assange porque é inteligente, valente e o fundador do Wikileaks, uma organização brilhante de interesse público revelou dados ocultos e informação falsa publicadas pelas autoridades para se proteger”, acrescentou Westwood, considerada uma das estilistas mais importantes do Reino Unido.

Máxima representante do estilo punk, Vivienne Westwood é conhecida também por seu ativismo político que a levou a defender em repetidas ocasiões o fundador do Wikileaks e outras causas sociais.

O famoso hacker, de 41 anos, se refugiou na embaixada do Equador no último dia 19 de junho para evitar sua extradição à Suécia, onde querem interrogá-lo por supostos delitos sexuais que ele nega.