Vítima de massacre dos EUA havia escapado de outro

Jessica Ghawi tinha escapado apenas um mês antes de um crime semelhante em um centro comercial de Toronto

Washingto – Jessica Ghawi, uma das vítimas mortas no tiroteio da madrugada desta sexta-feira em uma sala de cinema do Colorado (EUA), no qual morreram 12 pessoas e mais de 50 ficaram feridas, tinha escapado apenas um mês antes de um crime semelhante em um centro comercial de Toronto.

O irmão de Jessica, Jordan Ghawi, confirmou em seu site a morte da jovem, de 24 anos, jornalista, blogueira e fã de esporte, que tinha ido com um amigo ver ‘Batman – O Cavaleiro das Trevas Ressurge’ (The Dark Knight Rises), último filme da saga do herói da história em quadrinhos, no complexo de cinemas Century 16, em Aurora (Colorado).

‘Recebi uma ligação telefônica histérica e quase ininteligível da minha mãe, na qual me disse que minha irmã, Jessica Ghawi, tinha sido baleada quando foi a uma sessão de cinema à meia-noite’, indicou Jordan em seu site.

A jornalista, que também assinava como Jessica Redfield, havia se mudado recentemente de San Antonio (Texas) para Denver, para tentar ampliar suas oportunidades no jornalismo esportivo, uma de suas paixões.

‘Certamente estamos vendo ‘Dark Knight”, postou a jovem minutos antes do tiroteio em sua conta do Twitter (@JessicaRedfield), na qual também contou, em sua última mensagem, que o filme estava 20 minutos atrasado.

Exatamente um mês antes, em uma visita a Toronto (Canadá), Jessica escapou de um ataque armado em uma região gastronômica do centro comercial de Eaton, que havia deixado cinco minutos antes de um homem abrir fogo e matar duas pessoas.

A jornalista havia ficado muito impressionada com o fato e contou a experiência em seu blog jessicaredfield.wordpress.com, onde disse ter conhecido o ‘terror’ e estar consciente de ‘quão frágil é a vida’.