Violência em nome de Deus é blasfêmia, diz papa

"Eu quero repetir firmemente que o caminho da violência e do ódio não resolve os problemas da humanidade", disse o poltífice

Cidade do Vaticano – Após os ataques fatais em Paris, reivindicados por militantes do Estado Islâmico, o Papa Francisco disse neste domingo que usar o nome de Deus para justificar a violência é sacrilégio.

“Eu quero repetir firmemente que o caminho da violência e do ódio não resolve os problemas da humanidade, e usar o nome de Deus para justificar esse caminho é blasfêmia”, disse o papa a milhares de peregrinos na Praça São Pedro.

“Tal barbárie nos deixa atônitos e nos perguntamos como o coração do homem pode planejar e executar atos tão horríveis, os quais chocaram não só a França, mas o mundo todo”, disse.

O papa então convidou os fiéis a rezaram com ele pelas vítimas inocentes dos ataques.

Foi a primeira vez que o papa falou diretamente ao público geral sobre os ataques de sexta-feira, ainda que, em uma entrevista em rádio, no sábado, ele tenha caracterizado o ataque como desumano.